A CORRIDA NÃO É SEMPRE PARA O MAIS RÁPIDO...... MAS PARA AQUELE QUE CONTINUA CORRENDO.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

35ª CORRIDA DA LIBERDADE


25 de Abril de 2012

10:30 h

Pontinha - Restauradores

11 km








Hoje participei na 35ª Corrida da Liberdade, uma corrida sem classificação, por isso não teria qualquer espirito competitivo mas sim um espírito participativo.

O percurso teve uma distância de 11 km e ligou a Pontinha aos Restauradores.

O tempo apresentou-se com um ligeiro chuvisco e temperatura agradável, bom para correr nesta manhã de quarta-feira, feriado Nacional.

Participaram nesta prova de 11 km cerca de 1600 atletas, havia também uma prova de 5km, uma de 1km e uma caminhada, com as  partidas em diversos locais.

Quanto ao meu desempenho consegui correr quase sempre num ritmo entre 4,45min/km e 5,15 min/km e cheguei bem, sem cansaço. Demorei 54 minutos e 46 segundos a percorrer a distância desta prova.
. 
Uma situação negativa nesta corrida, na zona da partida alguns atletas tomaram de assalto (desta vez não foi o Quartel do Carmo ) a primeira linha e ninguém os tirou dali, mesmo depois de terem sido  feitos vários pedidos para que recuassem ou dessem passagem a quem ainda não tinha passado para o interior do Quartel de Engenharia 1.

Existem nestas corridas muitas pessoas sem qualquer educação, tanto desportiva, como a do respeito pelos   outros. Relembro que esta corrida não tinha cariz competitivo, mas paciência, faltam muitos anos para mudar estas mentalidades.

Realizei o aquecimento com os companheiros do treino semanal, os atletas do C.A. Patameiras.

Cumprimentei antes da partida o Carlos Viana Rodrigues repórter fotográfico da AMMA, é sempre um prazer.


Perto da meta encontrei e cumprimentei também, o Mestre/Padrinho  Mário Lima, vinha a "ajudar" um colega de equipa, a tentar bater o record dos 10 km.

AS IMAGENS






(Foto retirada do blogue do João Lima)
http://joaolimanet.blogspot.pt/


 (Foto retirada do blogue do João Lima)
http://joaolimanet.blogspot.pt/

 














-----------------------------------------------------------------------------

O registo dos dados do meu desempenho nesta corrida:


Até amanhã

7 comentários:

  1. Bom texto, a lembrar a falta de civismo de muita gente que arranja lugar na frente e depois atrapalha quem corre realmente....
    Não gosto de partir mesmo do fim, mas há um lugar para todos, não há necessidade de estar a estorvar.
    beijinho

    ResponderEliminar
  2. É verdade tudo o que estão a dizer, mas se não tem carcter competitivo não se pode chamar prova nem deverá ser uma corrida. Numa prova/corrida todos querem dar o seu melhor é normal.
    É a minha opinião.
    Bons treinos e boas provas.

    ResponderEliminar
  3. Caro "anónimo" claro que numa corrida as pessoas tentam dar o seu melhor, mas tendo sempre em mente de abordar este tipo de corridas sem aquela "ganância" de ficar na linha da frente, foi só em relação a este aspeto que me referi, da falta de respeito para com as pessoas da organização que solicitavam o recuo dos que estavam à frente, a partir daí cada um corre "o que pode" no ritmo que conseguir.
    com os cumps
    J.Lopes

    ResponderEliminar
  4. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  5. José

    A falta de educação e civismo de quem faz de um dia de festa, ser um galo de capoeira que atropela tudo e todos está bem expresso no comentário de um anónimo.

    Para alguns, prova é olhar para o lado e fazer desse companheiro um alvo a abater, mesmo que no fim leve um saco cheio de nada.

    Pessoas assim, encontrei e continuo a encontrar neste 20 anos que levo de corridas.

    Eles querem lá saber se é 25 de Abril ou 25 de Novembro. Espumam de raiva só porque fulano ou sicrano lhes ficou à frente.

    São mentecaptos com uma célula a qual lhes chamam cérebro. Por isso é que abandonei as provas de estrada. Festa é festa e nós fizemos a nossa. Comemorar o 25 de Abril é comemorar a Liberdade pela qual lutámos. Somos dignos desse dia, esses mentecaptos não!

    Só te 'apanhei' na parte final, mas o importante foi lá estarmos.

    25 de Abril... Sempre!

    ResponderEliminar
  6. Olá José Lopes;

    Boa corrida da liberdade e disfrutou e é isso que é importante.

    Afinal a competição também se faz quando sabemos respeitar os outros e termos os valores da educação. E existem principios básicos que nunca vão ser captados por esses "falsos desportistas".

    Um abraço amigo
    dos Xavier's

    ResponderEliminar