A CORRIDA NÃO É SEMPRE PARA O MAIS RÁPIDO...... MAS PARA AQUELE QUE CONTINUA CORRENDO.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

MEIA MARATONA-SEASIDE-LISBOA

5 de Dezembro de 2010
10:30
MEIA MARATONA
LISBOA
21 km
Depois de um sábado friorento, o domingo acordou com uma temperatura mais agradável, mas com muito vento.

O início desta Meia maratona foi em Santos com o percurso a ir até  Pedrouços e voltar pela  Avenida 24 de Julho, o Cais do Sodré, Praça do Comércio, Praça da Figueira, Rua da Palma, Avenida Almirante Reis, Praça do Areeiro , Avenida João XXI, Avenida de Roma, Avenida Estados Unidos da América, Avenida Rio de Janeiro e percorria parte da pista do Estádio 1º de Maio, onde estava localizada a meta.

Este percurso de 21 km da Meia Maratona coincidiu com a 2 ª metade do percurso da Maratona ( a prova principal ).
.
Participaram na Maratona e na Meia-Maratona muitos atletas estrangeiros, de diversas nacionalidades.
.
A organização desta corrida (Meia Maratona) esteve bem, exceptuando alguns pormenores, os km estavam marcados, havia vários abastecimentos (penso que estavam nas distâncias apropriadas) com  água, sumos , bananas, maçãs e marmelada.

Pontos negativos a melhorar:
Alguns dos pinos colocados na estrada, para marcação do percurso, provocavam ligeira confusão na zona de Pedrouços. No Cais do Sodré e Terreiro do Paço, transeuntes atravessavam à frente de quem ia a correr. Na Avenida Almirante Reis carros cruzavam a avenida a "pisar os calcanhares" dos atletas. Coro de buzinas nas ruas transversais do percurso, nesta zona. Não existiam WCs na zona da partida da meia maratona
.
Encarei esta prova como um teste à  minha condição física para enfrentar a distância de 21 km, o que se veio a provar mais uma vez, ainda não estar bem preparado, para terminar  este tipo de prova pouco fatigado.

O meu desempenho nesta corrida  não foi mau de todo, até chegar à "maldita subida" da  Avenida Almirante Reis aí acabou-se o  "combustível"  subi-a quase toda a andar num passo apressado.

A forte ventania que se fez sentir, por diversas vezes foi prejudicial , pois soprava na direcção contrária ao movimento dos atletas.

A participação nesta festa desportiva, para mim  foi o mais importante.





O vídeo desta manhã desportiva:
http://www.miragens.abola.pt/videosdetalhe.aspx?id=12075

Demorei a realizar esta corrida: 2 h 26 min
Classificação: 1144 º
Total de atletas: 1229
Classificação no escalão (M5559): 89º


Quero agradecer aqui, ao atleta Paulo (não tenho a certeza se é este o  nome) da Garmin o incentivo dado, constante e persistente nos últimos 2 km, quando demonstrava  grande dificuldade física, para terminar a prova.
Ao longo do percurso da maratona dei uma "forcinha" incentivando os atletas conhecidos, que corriam em direcção oposta.

Alguns dados desta minha participação:




Classificações em: http://www.lisbon-marathon.com/
Até já

4 comentários:

  1. José, parabens por mais esta participação.
    Mesmo sabendo das dificuldades que ia encontrar não quis ficar de fora desta grande festa do Atletismo que a nossa Capital teve oportunidade de mostrar. A correr ou a andar, o melhor é não ficar em casa mesmo que chova, faça frio e vento. Tive pena de não o ter visto, de certo nos cruzámos em qualquer local mas os nossos afazeres não nos deixaram.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  2. Amigo José

    Este ano, ao contrário do ano passado, foi parco no encontrar o pessoal da blogosfera amiga. Excepto os manos Fábio e Hamilton e o Carlos Lopes não vi mais ninguém.

    Sei pelo teu relato que também lá estiveste. O apontar de algumas deficiências da prova é sempre salutar embora saiba que isso cai no vazio, pois quem organiza as provas não devem ler os blogues dos corredores e pró ano se não estas, outras deficiências haverá.
    Dizem que a pressa é inimiga da perfeição, mas mesmo com tempo a perfeição, numa organização deste calibre, nunca existirá.

    A subida da Almirante Reis como se sabe requer um esforço adicional mas para mim é preferível essa do que a do ano passado.

    O importante foi lá estar mesmo com aqueles abanões provocados pela fúria do vento.

    José, continuação de bons treinos, boas provas e até uma próxima.

    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Olá José Lopes
    parabéns por mais uma meia e pela força.
    Abraço.

    ResponderEliminar